Rota do Vinho Chileno – Vale do Colchagua e Vale do Maipo

agosto 7, 2018 blogdoguru No comments exist

As duas principais regiões produtoras de vinho do Chile estão bem próximas de Santiago: Vale do Maipo e Vale do Colchagua. Em nossa web série passamos por algumas das mais famosas como Concha y Toro, Santa Rita (Vale do Maipo) e Matetic (Vale de Casablanca).

Para quem quer aprofundar os estudos no mundo do vinho, recomendamos conhecer o Vale do Colchagua, a 190 km de Santiago. É considerada a mais importante região vitivinícola do Chile. Lá estão vinícolas conceituadas, de nível internacional, que plantam no solo árido aos pés das montanhas da Cordilheira dos Andes as uvas mais emblemáticas do país: carmenère, cabernet sauvignon, merlot e malbec. Conhecer a região é passear por essas vinícolas, onde se pode conhecer a história e o passo a passo da produção do bom vinho chileno. A base para explorar a região é a cidade de Santa Cruz. A partir dela é bem fácil conhecer vinícolas históricas, como a Viu Manent, que tem mais de 120 anos, a outras mais modernas, com belas arquiteturas, como a Lapostolle, construída em 2005. Confira:

Mont Gras

Mont Gras
Mont Gras

Na Mont Gras, o visitante pode brincar de enólogo e produzir seu próprio vinho, fazendo um blend com três cepas distintas: cabernet sauvignon, carmenère e merlot. Usando recipientes de laboratório, você pode misturar os vinhos à vontade até chegar na combinação que mais agradar. Ao final, a bebida criada é preparada, engarrafada na hora, ganha rótulo personalizado. E o visitante pode levar a garrafa para casa.

Viu Manent

ViuManent
ViuManent

Tradicional e instalada em uma fazenda com cerca de 120 anos. Tem a uva  malbec como especialidade. O tour na vinícola inclui um passeio de charrete pelas plantações e prova de vinho direto do tanque de fermentação. Destaque para o restaurante, que fica num local agradável, ao ar livre e serve ostras cultivadas lá mesmo com água trazida do Pacífico. Entre as carnes grelhadas, faz sucesso o pato na brasa.

Montes

Montes
Montes

Tem um projeto arquitetônico muito bonito e clean, que segue os conceitos do Feng Shui. A cave de barris é a parte mais fotogênica da bodega, assim como a sala de degustações, que tem as paredes envidraçadas de frente para o extenso parreiral. Seu vinho ícone é o Taita, cuja garrafa chega a custar US$ 500. Um pequeno bistrô, com apenas cinco mesas, é aberto para o almoço, e o carro chefe é o cordeiro ao forno.

Santa Cruz

Santa Cruz
Santa Cruz

O grande barato da visita é o teleférico que leva até o alto de uma montanha, onde fica instalado um museu indígena. O museu tem três réplicas de casas indígenas de principais etnias indígenas chilenas: mapuche, aymara e rapa nui. No meio da plantação, está um curioso Museu do Automóvel, com preciosidades como um Everett de 1896 e a réplica do Delorean do filme De Volta para o Futuro.

Los Vascos

Los Vascos
Los Vascos

É uma das maiores do país. A propriedade com 600 hectares tem capacidade para produzir até 36 milhões de litros de vinho a cada colheita. Não é tão charmosa quanto outras bodegas menores, mas oferece um tour interessante, que inclui a visita a sala de engarrafamento automatizada. Um dos vinhos top da casa é o Le Dix, um blend com carbenet sauvignon, carmenère e syrah.

Casa Silva

Casa Silva
Casa Silva

Vinícola-boutique instalada em uma antiga fazenda elegante e cheia de pompa. É uma das mais antigas do Vale do Colchagua. Faz vinhos desde 1912. É famosa por seu carmenère. Dispõe de cinco vinhedos espalhados pela região, o que se reflete em diversos terroir e inúmeras linhas de vinhos. Oferece cinco opções de degustação, que varia conforme a categoria das bebidas. Oferece uma charmosa hospedagem, instalada na casa-sede da fazenda, e tem um restaurante de muito bom nível.

Lapostolle

Lapostolle
Lapostolle

Foi construída em 2005 e tem uma arquitetura moderna, que simula o formato de um barril de vinho. Orgulha-se por produzir apenas vinhos orgânicos, sem uso de pesticidas. Tem uma pousada anexa que traz a chancela de qualidade do grupo Relaix & Chateau. São chalés independentes e uma piscina de borda infinita com vista para os parreirais. Um ponto forte é o restaurante, que tem as mesas ao ar livre (à sombra) bem ao lado do vinhedo. O almoço gourmet é realizado em quatro etapas e harmonizado com os vinhos da casa.

Confira nossa programação especial para conhecer os vinhos chilenos!

Tags:, ,

Deixe uma resposta