Turquia Especial

Invista em você. Em vista: a Turquia.

A primeira experiência com uma cultura euro-asiática, o ambiente exótico ao mesmo tempo acolhedor, beleza natural numa variedade de cenários diferentes, um destino de compras que surpreende os brasileiros, esses são alguns dos pontos altos apontados pelos recém-chegados turistas da Turquia que indicam o país como excelente destino no exterior.

Cresceu em 10% o número de visitantes na Turquia em 2011 se comparado ao ano anterior. Um dos motivos é a arte de receber bem. A maior parte da população fala inglês. Diferenças culturais, mesmo considerando o perfil muçulmano, são minimizadas pelo respeito mútuo a diferentes hábitos e costumes. Turcos e brasileiros encontram na simpatia o ponto comum. Eles apreciam nossa visita. E somos sempre bem recebidos.

O verão que se aproxima traz ao clima da Turquia mais semelhança com o Brasil. É o fim das chuvas e a temperatura média em Istambul, por exemplo, é de 23º C. A oferta gastronômica é outro ponto a favor. Além de econômica, a alimentação no país é tão variada quanto à brasileira. Come-se de tudo e bem. Além de novidades como a pizza turca.

Quer mais? Não há necessidade de visto. Voos da Turkish Airlines saem diretamente de São Paulo, sem escalas. É ir mais rápido para tudo o que a Turquia tem a oferecer. E a Flot tem pacotes de viagem no tamanho e com as possibilidades para ver o melhor da Turquia.


Não dá para perder

A Turquia é rica em atrações. Algumas delas são reconhecidas internacionalmente e uma visita ao país seria incompleta sem chegar a esses pontos turísticos que fazem da viagem uma experiência inesquecível.

Mesquita Azul em Istambul

Construída no século XVII e conhecida nominalmente pela sua cor, os turcos a chamam de Mesquita de Sultanhamed, então por que se dá a ela o nome de azul? Existem duas teorias: uma delas, e a mais provável, diz respeito ao uso dos azulejos azuis na sua decoração. Outra hipótese é de que os navios nos tempos antigos (hoje existem construções que impedem essa alternativa) navegavam o Marmara e a cor azul do mar era refletida nas paredes da mesquita. Para ter sua própria versão, nada melhor do que ir a mesquita. A verdade é uma só: ela é linda.


Mausoléu de Ataturk em Ankara

A beleza é grande, mas esse mausoléu destaca-se muito mais pela importância do nome Ataturk. Ele foi o pai dessa terra e a lembrança de sua dedicação para transformar o país numa República Democrática está presente em diversos sítios turcos na forma de bustos, estátuas ou simplesmente pelo uso de seu nome como é o caso do aeroporto de Istambul. O mausoléu é imponente e torna Ankara uma referência a mais, além da beleza da própria cidade.

Templo de Artemis em Éfeso

São mais de três mil anos de idade. Isso não impede que Éfeso seja uma das cidades mais antigas e mais bem preservadas do mundo. Ali estava uma das sete maravilhas do mundo, o Templo de Artemis. Embora só restem vestígios do que foi um dos maiores templos do mundo, arrepia-se aquele que recordar que para a deusa da caça estavam ali 127 colunas de mármore, cada uma com 20 metros de altura. Ele não mais existe. Mas Éfeso é ainda conservada e merece ser classificada como um grande destino turístico.

Palácio de Topkapi em Istambul

Esse palácio foi residência de sultões por mais de três séculos e é possível imaginar que por ter essa missão histórica de tanta responsabilidade, não faltaram cuidados arquitetônicos e de riqueza decorativas por toda sua construção. Ouro e prata não faltam em suas dependências. É um dos mais ricos exemplos do império otomano, razão de ser um local protegido pela UNESCO. Seu “harem” é uma visita à parte que merece ser incluída no passeio.

É natural…

As belezas naturais revelam que o país possui por terra ou mar maravilhas que merecem a atenção do turista. A diversidade geológica, a formação do solo ou simplesmente a localização privilegiada de destinos fazem da Turquia esse sonho natural.

Um banho em cascatas brancas e solidificadas: essa é a promessa para quem visita o “Castelo de Algodão”, ou Pamukkale, como é chamada essa maravilha pelos turcos. A explicação cientifica para a formação da sua beleza natural é consequência de bolsas térmicas sob a terra que causam o derramamento de carbonato de sódio que solidifica, criando ramas. Conforme a hora do dia, o sol incide modificando a cor dessa montanha encantada.

A sensação de quem visita a Capadócia é a de chegar à lua. O terreno de formação vulcânica é tão diferente que se não é o satélite da terra é um perfeito cenário para fazer o visitante se sentir como um astronauta. As rochas possuem contornos inusitados criados durante muitos anos pela ação do vento. Tudo é árido. O céu azul é compõe o quadro. Para ver de cima, existem passeios de balão. No solo, todos ficam igualmente encantados.

Kusadasi é o destino que reserva um parque nacional de nome Dilek que é protegido pelo governo para permitir um mergulho muito especial em umas das diversas praias de seu litoral. Içmeler, a maior delas, fica próxima à entrada do parque e é famosa por ser umas das únicas de areia. O mar à sua frente é raso o que permite um dia de sol divertido e seguro de pais com seus filhos pequenos. Mesmo sem ir ao mar, a paisagem merece uma visita.

Prove só aqui…

A culinária turca é considerada uma entre as três mais importantes do mundo pela sua e uso de ingredientes naturais no seu preparo. Essa riqueza gastronômica deve-se muito à sua origem exótica na Ásia Central, primeira casa dos turcos e também à proximidade de diversos povos que influenciaram o preparo da comida. Mas no quesito bebidas, a Turquia também capricha na oferta variada e exótica.

Delícias de beber

O Ayran pode parecer diferente num primeiro momento porque ele parece
ser como um iogurte batido que é normalmente consumido gelado e durante as refeições. A estranheza fica por conta do fato de que, além do iogurte e água, ele leva sal. Ou seja, ele é um iogurte batido salgado. Vale experimentar para tirar a dúvida se gosta ou não. Normalmente aquele que experimenta pede uma segunda rodada.

Beber café turco é quase lei. Além do fato de ser um instrumento de proximidade entre os turcos, pois é em volta de uma mesa de café que se conversa muito, o café tradicional é feito de modo especial com um grão torrado muito fininho. A ele se mistura uma especiaria chamada cardamom que confere um gosto diferente. Pode ter três níveis de doçura – do muito doce ao nada de açúcar, pois é hábito não adoçar depois de pronto e servido.

Bebidas alcoólicas não são proibidas na Turquia, inclusive uma delas é representante do gosto nacional e quem visita o país vai observar um copo com um líquido transparente que se torna branco leitoso com a adição de água. Trata-se de Raki, aguardente de anis que é forte e docinho. Deve ser bebido com gelo e com adição constante de água gelada para suavizar seu teor alcoólico. Prove, mas não se engane: docinho, docinho, ele sobe sem perceber.

10 dicas by Flot

1 – Passe uma noite num hotel caverna na Capadócia.

2 – Visite o Bazar em Istambul. É lindo de cair de costas e comprar muito.

3 – Prove as bebidas típicas locais. Muitas só existem aqui.

4 – Peça a pizza turca. Ela é compridona e muito saborosa.

5 – Turquia não é grande, mas os destinos trazem diferentes atrações. Procure reunir num só passeio tudo o que puder ver.

6 – Vá a uma mesquita durante a oração. É bem interessante.

7 – Faça o passeio de balão na Capadócia.

8 – Leia sobre o destino antes de ir. É um país rico em informação.

9 – Faça o passeio pelo Bósforo. O sol do entardecer Istambul emoldurada por um mar dourado.

10 – Vá a um banho turco. Esse é o original: é turco.